segunda-feira, 12 de julho de 2010

Viva España

A Espanha sagrou-se ontem, com todo o mérito Campeã Mundial de Futebol dando continuidade a um trabalho que vem de longe desde o tempo que foi campeã de sub-20 e depois Europeia.

Ontem no onze principal só mesmo no final actuou um jogador, Torres, que não joga em Espanha ao contrário da maíoria dos países que têm as suas selecções formadas por imigrantes cada um habituado a um estilo diferente de futebol. Para mim uma das razões do exito.

Outro homem muito importante Vicente del Bosque. Dom Vicente é o mais velho treinador a sagrar-se campeão mundial e é um exemplo de modéstia. Raramente se ouve falar para a comunicação social. Sempre concentrado no seu trabalho e nos cuidados aos seus meninos.

E o Paul safou-se da grelha ou de ser comido a la Gallega.

2 comentários:

Kubrik64 disse...

só um à parte, o Fabregas joga na Inglaterra no Arsenal e teve um papel decisivo nesta final, só faço alusão às suas palavras, "Ontem no onze principal só mesmo no final actuou um jogador, Torres, que não joga em Espanha", mas como o Nuno disse e bem, A Espanha sagrou-se ontem, com todo o mérito Campeã Mundial de Futebol!!!!!!!!

Nuno Caldeira da Silva disse...

É bom ter leitores atentos pois na realidade o Cesc Fabegras também deu a sua contribuição, inclusívé com duas jogadas com perigo, já no final da partida. Só há uma mancha a registar apesar de todo o mérito da vitória é ela ter sida obtida por um jogador fantástico, Iniesta (a par com Xavi Hernandez a melhor dupla de médios do mundo), que com muitos árbitros não estaria em campo na altura em que marcou o golo devido não só ao facto de ter tirado desforço sobre um holandês de uma forma desnecessária e posteriormente ter arrancado uma falta com um mergulho na lateral direita da defesa holandesa quando o jogador do país das tulipas nem lhe tocou.